DIA DO QUADRINHO NACIONAL: CORAÇÃO PARTIDO

Angelo Agostini

Hoje comemoramos o Dia do Quadrinho Nacional. Esta data foi escolhida porque nesta mesma data, em 1969, o cartunista ítalo-brasileiro Angelo Agostini publicou na revista Vida Fluminense As aventuras de Nhô Quim, ou Impressões de Uma Viagem à Corte. Esta história valia-se de quadros sequenciais e legendas, sendo considerada a primeira história em quadrinhos brasileira.

Coração Partido e Tristão

Minha colaboração hoje é mais histórica do que exatamente de entretenimento. A história abaixo nunca foi postada online, tendo sido vista apenas pelos leitores do jornal capixaba Notícia Agora, no ano de 2000.

Com roteiro meu e arte de Amaury Ploteixa, publicamos Coração Partido, uma personagem do universo do Tristão, personagem que estreou no mesmo jornal e no ano seguinte participou do projeto Escala Graphic Talents, com uma tiragem de 30 mil exemplares para todo o Brasil.

Josemary era fã do Tristão e quando encontrou um dos seus depósitos, resolveu seguir os passos do seu Máscara Branca preferido.

Na época e que produzimos esta história, eu escrevia hqs para termos a produção de uma página por dia publicada. A arte era dividida entre três artistas, que voltavam ara mim para a colorização e balonização.

O programa que eu usava para colorizar era o Corel Photo Paint – isso explica os efeitos – e os balões, em Corel Draw. A fonte – adivinha! – era Comic Sans. Se conseguir relevar tudo isso, acho que você vai curtir.

Feliz dia do Quadrinho Nacional!

 


Tags: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *